Sustentabilidade

A Sustentabilidade é a habilidade de balancear de maneira positiva os aspectos econômicos, ambientais e sociais tais como: a eficiência econômica e a produtividade; os encargos ambientais; as condições de trabalho; a saúde e segurança da população; os direitos humanos; etc. A sustentabilidade pode ser avaliada em escalas diferentes, porém interconectadas: o mundo; um país, região ou cidade; ou uma organização ou sistema particular. Além da definição da fronteira, a tomada de decisão com vistas à sustentabilidade deve se pautar na identificação e compreensão dos fatores de complexidade, atores, interesses, restrições e relações envolvidos, assim como nas cadeias de causa e efeito para cada ação ou decisão possível.
Assim, avaliar uma problema social complexo como a sustentabilidade requer um conjunto de ferramentas de apoio capazes de superar as dificuldades. Tradicionalmente, analistas têm aplicado a metodologia de Análise de Ciclo de Vida (Life Cycle Analysis – LCA), modelando um sistema, seus processos e fluxos de recursos, para então avaliar seus potenciais impactos ambientais, sociais e econômicos em diferentes categorias. No entanto a LCA em si não é suficiente para evidenciar a complexidade da avaliação de sustentabilidade, já que não permite: explorar, comparar e representar as diferentes perspectivas dos atores de uma situação problema; evocar os potenciais sistemas a serem modelados, cada um posicionado em uma cadeia ou hierarquia de sistemas interconectados; e motivar os tomadores de decisão com vistas ao entendimentos e comprometimento. Por outro lado, a LCA também não é suficiente para analisar seus resultados quantitativos, fornecendo uma comparação das possíveis opções para um número de critérios (ou categorias de impactos). Uma análise quantitativa mais completa deveria permitir: medir a eficiência relativa de cada opção e identificar aquelas com melhor desempenho, os fatores cruciais que determinam suas eficiências boas e ruins, seus alvos para um melhor desempenho e os benchmarks para cada sistema. Todas essas características metodológicas desejáveis podem ser encontradas em alguma ferramenta de Pesquisa Operacional. Nesta área, uma abordagem moderna chamada Multimetodologia, onde um número de ferramentas se combina e é aplicada em conjunto com vistas a subsidiar as decisões para as mais diversas situações problemas. Assim, o grupo Psigma vem trabalhando e desenvolvendo conexões metodológicas entre Métodos de Estruturação de Problemas (Problem Structurin Methods – PSM), Multicritérios para Análise de Decisões (Multicriteria Decision Analysis - MCDA) e outros métodos quantitativos além da supramencionada Análise de Ciclo de Vida. Em particular, o grupo tem aplicado a abordagem multimetodológica para avaliar a sustentabilidade nos sistemas de gestão de resíduos sólidos e de logística reversa no Brasil.

Para selecionar artigos publicados sobre Sustentabilidade, selecione a metodologia no menu à esquerda.


Para realizar uma pesquisa geral, clique aqui.

 Coppe 50 poli logo nova       PEP mini             logo.po